Banner 5 Blog
TABLET Banner 5 Blog
MOBILE Banner 5 Blog

Como saber se meu celular tem NFC?

Como saber se meu celular tem NFC?

Compartilhar:

A comunicação sem fio já é usada no Apple Pay e em vários outros sistemas de pagamento digital. A tecnologia tem um funcionamento diferente do Bluetooth e Wi-Fi. Mas como saber se meu celular tem NFC? 

O pagamento por aproximação já chega a movimentar 2 trilhões de dólares globalmente, impulsionado pelo baixo custo e pela demanda por transações com distanciamento social durante a pandemia.

A tecnologia também favorece a segurança e a higiene, já que não é preciso deixar o cartão nas mãos de outra pessoa. A ideia do texto é revelar um passo a passo de como saber se seu celular tem NFC, mostrando o que é necessário fazer e revelando mais sobre essa tecnologia. Boa leitura!

O que é NFC?

NFC (Near-Field Communication) diz respeito a uma tecnologia de comunicação sem fio, com curto alcance e alta frequência. A ideia é o intercâmbio de dados entre dois dispositivos. O funcionamento do pagamento por aproximação passa por uma conexão de baixa velocidade em uma configuração simples.

O primeiro pagamento por aproximação aconteceu já nos anos 1990, na Coreia do Sul. Algumas instituições sul-coreanas introduziram um sistema que permitia transações sem contato físico por meio dos celulares.

O primeiro esboço do sistema de radiofrequência que originou o NFC apareceu nos anos 1920, desenvolvido pelo MIT. Um sistema de identificação criptográfico foi inventado pelos britânicos em 1939, para que os aliados da Segunda Guerra Mundial identificassem a origem dos aviões.

Como saber se meu celular tem NFC?

Uma forma rápida de conferir se seu smartphone tem NFC é por meio das especificações do dispositivo. Elas podem ser consultadas no manual. A dica aqui, caso você não tenha o manual do smartphone, é pesquisar por ele no Google.

Alguns fabricantes disponibilizam o arquivo para download na internet. Outra opção é consultar sites que agregam especificações de vários smartphones, mas vale consultar mais do que um para conferir se a informação é confiável. Você também pode conferir por meio das configurações, caso seu sistema seja Android:

  • acesse o ícone de configurações;
  • vá em “conexões”;
  • busque por “NFC”;
  • confira se a opção está ativada.

Caso seu celular seja iOS, confira qual é o modelo. Se for 6S ou posterior, conta com NFC.

Como o NFC funciona?

Toda corrente elétrica cria um campo magnético. É o que acontece no caso dos eletroímãs, que funcionam como longos fios em torno de um carretel. Ao ligar o fio na tomada, a bobina atrai objetos de metal.

O NFC se aproveita desse fenômeno para criar um acoplamento indutivo entre o smartphone e a máquina de pagamento. A máquina cria uma corrente elétrica, que cria consigo um campo magnético detectável de curto alcance.

Esse campo é capaz de ler a informação do smartphone, graças a uma corrente criada nos seus circuitos. A tecnologia é planejada para o alcance curto, funcionando a uma distância de 10 centímetros ou menos. Geralmente, é preciso apenas um gerador de campo magnético e um alvo, como o chip de um cartão.

Só existe NFC para celular?

O NFC também é possível em cartões e tem sido uma opção igualmente popular. Para que isso seja possível, o cartão funciona como um receptor passivo, com uma antena incorporada e um chip que traz informações criptografadas sobre a conta. 

Informações para tornar a transação possível também estão presentes, como o número, o código de segurança e a data de validade. Nesse caso, a máquina de pagamento envia um sinal para o chip com a solicitação das informações para a autenticação da transação.

A resposta do chip traz as informações criptografadas, transmitidas pela pequena bobina de fio que fica em torno de um interior de ferrite, concentrando o campo magnético originado na bobina.

Quais são os pontos fortes do NFC?

Existem algumas razões pelas quais o NFC se destaca, como:

  • conveniência, dependendo apenas da aproximação do celular ou cartão da máquina;
  • segurança, já que o cartão não precisa ir para as mãos de outras pessoas;
  • ausência da necessidade de cartão, com pagamentos sendo feitos pelo celular;
  • facilidade, dispensando a necessidade de digitar a senha;
  • rapidez, com transações acontecendo em apenas alguns segundos, encurtando as filas em lojas;
  • melhoria da experiência do cliente, efeito da conveniência e da facilidade;
  • acessibilidade, sendo uma forma de pagamento que facilita a vida de idosos e pessoas com deficiência que poderiam ter dificuldades para digitar a senha ou manusear a máquina de pagamentos.

O NFC é promissor?

Os pagamentos por aproximação tornaram-se um modelo promissor por efeito da falta de contato físico provocada pela pandemia. O modelo chegou a somar 572 bilhões de reais, segundo a Abecs. A entidade ainda revelou que as compras na modalidade já representam 40% do total das realizadas presencialmente.

O número provavelmente seria maior, já que a projeção era de penetração de 50%. Mas a falta de chips provocada pela escassez mundial de semicondutores, um dos efeitos da pandemia, atrasou a troca de cartões antigos pelos com NFC. Uma das razões para o sucesso é a aceleração da digitalização, provocada também pela Covid.

Com o medo da contaminação provocada pelo dinheiro em espécie, a população começou a buscar alternativas digitais. Não é só o NFC que representou uma mudança. O fechamento temporário de lojas físicas também gerou um boom em operações online, com várias marcas explorando o e-commerce.

Agora que você já descobriu como saber se meu celular tem NFC, pode usar a tecnologia para fazer compras ou optar por uma máquina de pagamentos caso queira vender produtos. A aproximação aparece entre as principais formas de pagamentos do mercado, com várias outras aplicações.

Um exemplo é o de terminais de transporte público, em que a aproximação do cartão é o suficiente para liberar a catraca. A maioria dos smartphones intermediários e premium já contam com o recurso, disponibilizado em carteiras digitais. Por exemplo, Apple Pay, Samsung Pay e Android Pay.

Dispositivos como smartwatches também usam a tecnologia. Alguns celulares ainda usam a comunicação por campo magnético para permitir a transferência rápida de arquivos. Se você quer que mais pessoas saibam sobre o NFC, não deixe de compartilhar o post com seus amigos nas redes!

Artigos mais lidos

Tópicos

Granito, a máquina certa
para seu negócio

Receba os conteúdos da Granito

Fique por dentro de todos os conteúdos em primeira mão!

Sem spam. Desinscreva-se a qualquer momento.