Banner 5 Blog
TABLET Banner 5 Blog
MOBILE Banner 5 Blog

Private label: o que é e como criar um

Private label: o que é e como criar um

Compartilhar:

É comum encontrarmos produtos que trazem a marca do estabelecimento no qual ele é vendido. Quando isso acontece, estamos falando de um modelo de negócio chamado de Private Label.

Pode ser uma boa opção para você, para dar um impulso ao seu negócio. As soluções de Private Label poderão ser valiosas para sua empresa. Aproveite para ler nosso post e saiba mais detalhes sobre esse assunto!

O que é Private Label?

Private Label é um termo em inglês, cuja tradução é “marca privada”. O negócio funciona assim: uma empresa contrata outra para que ela produza um produto exclusivo.

Depois de pronto, o item é entregue à empresa contratante com sua marca e distribuído em determinados pontos de venda. Como exemplo de marca privada, podemos citar os supermercados, nos quais existem produtos com a marca do supermercado.

Embora algumas pessoas julguem que são itens de qualidade inferior, isso é um engano. Em sua maior parte, o varejista tem controle criativo sobre o item.

Alguns produtos contam mesmo com fórmula especial ou exclusiva. Isso agrega maior valor ao item, tornando-o melhor. Há empresas cuja função principal é fabricar produtos para outras marcas.

Como funciona a Private Label?

Vamos dar mais detalhes sobre o funcionamento desse modelo de negócio. Private Label costuma relacionar-se com os meios diretos de distribuição.

Desse modo, após confeccionado, o produto é vendido com a marca da empresa contratante, e não com o rótulo da empresa fabricante.

Logo, os produtos são de propriedade privada e só podem ser encontrados na empresa do varejista que contratou os serviços de Private Label.

Vale ressaltar que esse modelo de negócio difere dos cartões Private Label, que são métodos de pagamento oferecidos pelas lojas que se propõem a fidelizar o público de suas redes varejistas.

Quais são as vantagens da Private Label?

Uma das principais vantagens da Private Label é a redução no valor do investimento inicial. Afinal de contas, quando a empresa precisa aplicar dinheiro para montar uma infraestrutura apta a produzir determinado produto, os custos podem ser muito altos. A terceirização do serviço pode ser mais econômica do que se supõe.

Outra vantagem que podemos ressaltar é a fidelização do cliente. Caso o produto seja realmente de boa qualidade e ofereça um custo-benefício interessante, certamente ele ficará satisfeito. Cliente satisfeito apresenta boa chance de ser cliente fidelizado. Consequentemente, a margem de lucro da empresa aumenta, bem como a da empresa fabricante, pois, quanto mais vendas forem realizadas, maior será a necessidade de produzir mais itens.

Quais são as desvantagens da Private Label?

Como dissemos, um ponto importante a considerar é a qualidade do produto fabricado. Dessa forma, o cliente vai comprá-lo sem problema. Porém, se não for de boa qualidade, a empresa contratante dos serviços poderá ter sérios prejuízos. Assim, é necessário pesquisar bem por um bom fornecedor.

É preciso, ainda, ficar atento porque alguns fornecedores podem cobrar valores muito altos para fabricar o produto. Isso pode ir além do que a empresa previa para investir na Private Label. Assim, é importante procurar um fornecedor que, ao mesmo tempo que garanta um bom produto, também ofereça preços mais competitivos.

Como montar um produto Private Label?

Vamos dar algumas dicas para você montar seu produto exclusivo a partir da Private Label. Você pode considerar as etapas seguintes:

  • procure bons fornecedores;
  • faça contas para se certificar de que a empresa terá alguma margem de lucro no preço final;
  • cuide da qualidade das entregas para não prejudicar a reputação da marca;
  • compreenda o interesse efetivo do público pelo produto;
  • teste e preste atenção nas vendas para realizar adequações.

Vale a pena considerar esses e outros aspectos na hora de montar um produto Private Label. Vamos explorar mais a fundo alguns pontos. Prossiga!

Avalie o potencial do produto

Antes de encomendar um produto, é importante avaliar como o público reagirá à sua comercialização. Por isso, considere alguns fatores:

  • capacidade de criar demanda decorrente (volume de buscas x tempo de vida do mercado);
  • viabilidade do frete, considerando as dimensões e o peso do produto;
  • competitividade do custo;
  • margem de lucro satisfatória para assumir as taxas dos marketplaces e os custos operacionais;
  • diferencial em relação a empresas concorrentes;
  • perecibilidade do produto.

Crie um diferencial para o produto

Após definir o produto, é essencial atribuir um diferencial a ele, considerando um ou mais critérios, como funcionalidade, segmento ou design.

Um erro comum no mercado é a competição por nichos com baixa margem e diferenciação escassa. Não convém montar uma operação em itens que não apresentam alguma característica exclusiva.

Procure itens que sejam semelhantes e estude o que a concorrência está fazendo. Compreender o ramo de atuação no mercado é um diferencial relevante.

Liste o produto nas lojas

Outra etapa a considerar é a inclusão do produto nos marketplaces. Durante esse processo, é importante atentar para certos detalhes. A finalidade é criar uma marca dentro das lojas para atrair mais clientes. Nesse sentido, considere:

  • colocar sempre a marca em toda lista de produtos;
  • nas imagens do produto, uma ou duas, no mínimo, devem apresentar o logo da empresa;
  • caso seja possível, coloque acessórios junto aos produtos.

Faça o registro da Private Label nas lojas

Outra recomendação relevante é registrar a marca na loja, pois assim ela não poderá ser copiada, e quem o fizer estará incorrendo em ilícito.

O registro confere mais segurança e controle aos vendedores e às suas marcas. Outras empresas não poderão copiar as fotos, as descrições dos produtos e outras características únicas da marca.

Assim, todas as etapas são relevantes. Quanto mais diferenciado for o produto Private Label, maior será a segurança e as chances de sucesso.

Agora que você já entende o que é Private Label e como esse modelo de negócio funciona, analise as possibilidades de contratar os serviços de uma empresa especializada no assunto. Mas antes faça um bom planejamento para analisar sua viabilidade.

Se gostou do conteúdo, convidamos você a se cadastrar em nossa newsletter para receber artigos atualizados que podem ser do seu interesse. Afinal, vale a pena investir em conhecimento para impulsionar sua empresa.

Artigos mais lidos

Tópicos

Granito, a máquina certa
para seu negócio

Receba os conteúdos da Granito

Fique por dentro de todos os conteúdos em primeira mão!

Sem spam. Desinscreva-se a qualquer momento.