Banner 5 Blog
TABLET Banner 5 Blog
MOBILE Banner 5 Blog

Quais os tipos de stakeholders e como gerenciá-los no negócio?

Quais os tipos de stakeholders e como gerenciá-los no negócio?

Compartilhar:

Os negócios envolvem pessoas diferentes com interesses que também podem ser diferentes. É importante que os objetivos de todos sejam alcançados. Mais que isso, é fundamental unificar esses objetivos.

Essas pessoas são os stakeholders, e é essencial saber gerenciar os interesses deles para que a empresa seja bem-sucedida em todos os aspectos.

Confira, a partir da leitura deste post, quais são os tipos de stakeholders e de que forma você pode gerenciá-los com eficiência!

O que são os stakeholders?

Stakeholders são as pessoas (físicas ou jurídicas) beneficiadas ou não pelas atividades da empresa. A palavra, de origem inglesa, significa, em tradução livre, “pessoas interessadas”.

O termo surgiu durante a década de 1980, criado por Robert Edward Freeman, filósofo norte-americano. A ideia principal em função do termo é que toda empresa deve gerar algum tipo de valor (que pode ser financeiro ou não) para um grupo de interessados – clientes, funcionários, fornecedores, investidores e comunidades são alguns exemplos.

Quais são os impactos dos stakeholders nas empresas?

Como vimos, os stakeholders constituem um grupo que recebe impactos das decisões da empresa. O caminho inverso também deve ser considerado, ou seja, o nível de satisfação das pessoas (stakeholders) também influencia sobre os resultados objetivos da organização.

Nesse sentido, é indispensável que todos os stakeholders fiquem satisfeitos com as ações empresariais. Desde clientes até acionistas, todos apresentam valor significativo para o negócio. Assim, as expectativas e as necessidades deles geram influência direta sobre os resultados da empresa.

Um grande desafio é encontrar um objetivo comum para todas as partes interessadas. Ou seja, é necessário alinhar expectativas e interesses dos stakeholders para que os projetos e as atividades alcancem o resultado almejado.

Quais são os tipos de stakeholders?

De acordo com o nível de dependência do stakeholder, ele pode ser secundário ou primário. Como exemplo, podemos citar os investidores, que, geralmente, são stakeholders primários.

Da mesma forma, clientes, colaboradores, concorrentes, fornecedores e proprietários apresentam um potencial maior de impacto direto em qualquer empresa. Por isso, eles representam, na maioria das vezes, os stakeholders primários.

No grupo dos stakeholders secundários, enquadram-se a comunidade, a imprensa, o governo, os analistas financeiros, as ONGs e outras instituições. Esses stakeholders não são determinantes para que a empresa alcance as metas e os objetivos definidos.

Além dessa divisão entre stakeholders primários e stakeholders secundários, existe outra classificação. Vejamos quais são eles:

  • stakeholder arbitrário: é um stakeholder legítimo, mas que não exerce diretamente influência sobre as decisões da empresa;
  • stakeholder adormecido: não é um stakeholder legítimo nem urgente, mas que tem direito de impor seus interesses;
  • stakeholder reivindicador: é um stakeholder de muita urgência, mas que não apresenta nenhuma legitimidade nem poder algum;
  • stakeholder dominante: stakeholder com legitimidade e grande poder influente;
  • stakeholder dependente: stakeholder legítimo e urgente, mas que depende do poder de outros stakeholders para ser tomado a sério;
  • stakeholder definitivo: stakeholder com legitimidade, urgência e poder de influência sobre as decisões da organização;
  • stakeholder perigoso: stakeholder com urgência e poder, mas sem legitimidade.

Como gerenciar os stakeholders?

Dada a importância dos diferentes tipos de stakeholders para o negócio, é preciso planejar todas as ações, contemplando-os.

Projetos e políticas internos e externos devem levar em conta as pessoas e os grupos influenciados de forma positiva ou negativa, direta ou indiretamente, pelas ações da empresa. Confira algumas dicas de gestão de stakeholders, a seguir.

Identifique os stakeholders

O primeiro passo é identificar e listar todos que podem exercer impacto e sofrer impacto sobre as ações da empresa. É importante identificar os tipos de stakeholders e descrevê-los.

Analise as expectativas e os interesses

Descreva, para cada stakeholder, os seus interesses e as suas expectativas. Dessa maneira, é possível identificar riscos e oportunidades.

Para identificar as demandas de cada pessoa envolvida, é melhor usar a comunicação direta. Mantenha contato com os stakeholders, compreenda as motivações e os impactos das suas ações para definir estratégias e tomar decisões acertadas.

Convém registrar em documento todas as informações coletadas para facilitar o gerenciamento de projetos semelhantes, promovendo a melhoria constante.

Classifique os stakeholders por ordem de importância

Sabendo quem são os stakeholders e as suas expectativas, é chegada a ocasião de organizar e compreender o grau de influência de cada um deles.

É uma etapa fundamental para compreender qual é o nível de prioridade e o nível de atenção que cada stakeholder necessita.

Um mapa de stakeholders ajuda nessa classificação. Ele é formado por quatro quadrantes que analisam a influência e o interesse das pessoas envolvidas.

Outra sugestão para gerenciar os tipos de stakeholders é compor uma estrutura de análise das pessoas interessadas, que reúne perfis parecidos. Essa divisão ajuda a economizar tempo na formação do mapa de stakeholders e de estratégias mais gerais.

Desenvolva um plano de ação

Após reunir os stakeholders por perfil de interesse, é primordial desenvolver um plano pessoal para cada um deles. O planejamento precisa incluir estratégias detalhadamente:

  • os meios de interação com cada tipo de stakeholder;
  • a forma de comunicação que vai ser usada;
  • o melhor modo de conquistar o seu apoio;
  • os riscos que cada stakeholder pode causar;
  • atividades que estimulam os stakeholders a apoiar ainda mais o projeto.

Alinhe o plano de ação aos papéis do projeto

Ainda que as pessoas interessadas sejam mapeadas individualmente, com planos específicos de ações, pessoas com papéis similares podem apresentar estratégias semelhantes.

Dessa forma, para o planejamento da melhor estratégia envolvendo os stakeholders, é necessário, além de considerar as especificações da pessoa ou da empresa, pensar na função que eles desenvolvem no projeto.

Monitore a satisfação dos stakeholders

Finalmente, você deve monitorar os resultados, certificando-se de que todas as pessoas envolvidas estão realmente satisfeitas.

Para encerrar, após conhecer os diferentes tipos de stakeholders e as formas de gerenciá-los, convém ressaltar que o stakeholder e o shareholder são conceitos diferentes. Os shareholders são pessoas que estão na posse de ações da empresa, ou seja, são acionistas. Assim, todo shareholder é um stakeholder, mas nem todo stakeholder é um shareholder.

Após saber mais sobre stakeholders, aproveite para interagir conosco nas redes sociais. Venha seguir-nos no Facebook e no Instagram e acompanhar nosso conteúdo nesses canais!

Artigos mais lidos

Tópicos

Granito, a máquina certa
para seu negócio

Receba os conteúdos da Granito

Fique por dentro de todos os conteúdos em primeira mão!

Sem spam. Desinscreva-se a qualquer momento.