Banner 5 Blog
TABLET Banner 5 Blog
MOBILE Banner 5 Blog

Setembro Amarelo: 4 cuidados com a saúde mental para empreendedores

Setembro Amarelo: 4 cuidados com a saúde mental para empreendedores

Compartilhar:

10 de setembro é o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio. Durante esse mês, acontece a campanha do Setembro Amarelo. Ela é feita para lembrar as pessoas a importância dos cuidados com a saúde mental e de vencer os preconceitos sobre o tema.

A saúde mental é o bem-estar social, psicológico e comportamental. É o que torna possível administrar estresses, trabalhar e colaborar com a comunidade. O conceito tem a ver com autonomia, realização, senso de competência e várias outras coisas.

É comum ver espaços iluminados com a cor amarela durante o mês de setembro. A ideia é trazer à tona eventos e debates sobre o assunto, alertando as pessoas sobre sua importância. Nos próximos tópicos, você vai ver mais sobre o tema e descobrir como ele afeta principalmente os empreendedores. Boa leitura!

Como surgiu a campanha do Setembro Amarelo?

A campanha surgiu pelo fato de o dia 10 ser o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. A data é fruto da Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio, com o apoio da OMS. Sua função é convidar a sociedade para debater o assunto.

O suicídio gera um estrago nas famílias e na sociedade. A maior parte dos casos se relaciona com transtornos mentais, o que significa que, com o apoio psicológico certo, várias perdas poderiam ser evitadas.

A campanha tem inspiração na vida de Mike Emme, que se suicidou na adolescência. Seu carro amarelo serviu de inspiração para a família e os amigos, que distribuíram cartões usando fitas dessa cor com mensagens para os participantes, oferecendo apoio para possíveis dificuldades de saúde mental.

Quais os seus objetivos?

O Setembro Amarelo acontece desde 2014 no país inteiro. Sua função é conscientizar para prevenir o suicídio. Causar a própria morte de forma intencional é um problema de saúde pública no Brasil, com ocorrências crescentes nos jovens.

32 brasileiros se matam diariamente. O número supera o de mortes por AIDS e por vários tipos de câncer. É um mal silencioso, já que muita gente foge do assunto. A ignorância faz com que as pessoas rejeitem os sinais quando eles aparecem em algum conhecido. 

É preciso buscar ajuda e reparar em quem está à nossa volta. O suicídio está entre as quatro maiores causas de mortes entre jovens, e os homens se suicidam 3,8 mais vezes do que as mulheres.

Como os empreendedores podem cuidar da saúde mental?

Começar um negócio do zero é difícil. Empreendedores lidam com pressão, sobrecarga e até Burnout. Navegar pelo risco e fazer uma empresa dar certo é mentalmente desgastante, o que pode exigir que você ligue o sinal de alerta da saúde mental. Veja alguns cuidados.

1. Faça terapia

A terapia usa métodos da psicologia para ajudar a mudar o comportamento, vencer problemas e ter uma vida mais feliz. Seu foco é a saúde mental e o bem-estar. Ela ajuda os pacientes a se sentirem livres e emocionalmente bem.

Nesse espaço, você ganha ferramentas para lidar com as situações que enfrenta todos os dias. Existem várias abordagens no campo da psicologia. Cada uma tem seu próprio modelo de mente e uma teoria sobre a origem da angústia.

A psicologia é um campo amplo que vai além dos tratamentos convencionais. Nem sempre fazer terapia é deitar em um divã e ouvir os conselhos de alguém do outro lado da sala. Algumas linhas terapêuticas apostam em ideias dinâmicas e contraintuitivas.

2. Pratique atividade física

Atividades físicas melhoram o humor, a atenção e a concentração. Por outro lado, a inatividade pode ser uma das causas de problemas de saúde mental, como também uma das consequências.

Exercícios mudam os níveis de algumas substâncias químicas no cérebro. Por exemplo, serotonina e endorfina. Isso faz com que você se sinta bem. Ao se movimentar, há benefícios para o sono, o que ajuda a gerir o humor.

Pessoas que se exercitam com frequência tendem a ter uma autoestima maior e um senso de capacidade pessoal mais alto. Elas se sentem bem por vencer o desafio pessoal de disciplina que uma rotina fisicamente ativa exige. Os praticantes também usam a prática para se distrair dos pensamentos ruins.

3. Deixe o sono em dia

Um estudo da Universidade de Berna sinalizou que o sono tem um papel importante na saúde mental. Enquanto dormimos, o cérebro fortalece emoções boas e enfraquece as ruins.

Isso é decisivo ao tratar questões de saúde mental, como depressão e ansiedade. Durante a fase do sono REM, acontece a maior parte dos sonhos. É nela que ocorre a regulação emocional.

Também é a parte responsável pela consolidação da memória e pela manutenção do equilíbrio da mente. Para termos uma boa qualidade do sono, precisamos de um número suficiente de horas para dormir.

4. Modere o uso do celular

As redes sociais são um passatempo popular. O problema é que se associam a problemas de sono e, como consequência, de saúde mental. Uma orientação clássica de higiene do sono é interromper o uso de eletrônicos uma hora antes de dormir.

As luzes atrapalham a liberação adequada da melatonina. Isso dificulta o início do sono. Em comparação com outros programas, as redes sociais mexem com proporções altas do sono. 

Estamos estimulados pelo bombardeio das mídias. Uma revisão na literatura sobre o assunto concluiu que o excesso das mídias é um fator de risco para problemas como ansiedade e depressão.

Como os desafios diários impactam a saúde mental dos empreendedores?

Lidar com a incerteza e o risco em um pequeno negócio faz parte da rotina de quem empreende. Esses desafios ficam maiores para quem precisa prestar contas a um investidor. A saúde mental ajuda a se manter resiliente, mesmo diante das naturais crises na empresa.

Os empreendedores ainda sofrem por estarem à frente de um projeto. Afinal, se o maestro desafinar, toda a orquestra desafina junto. O mesmo vale para quem lidera uma empresa. Se não estiver bem, todas as pessoas que estão com o líder podem se prejudicar.

O Setembro Amarelo conscientiza as pessoas a falarem sobre os cuidados com a saúde mental e a prevenção ao suicídio, um problema de saúde pública. A ideia se inspirou em outras campanhas bem-sucedidas, como o Outubro Rosa.

Essa preocupação aumenta para os empreendedores. Liderar uma empresa é uma ocupação estressante. Aqui, comer bem, exercitar-se, conectar-se com os outros, dormir bem e buscar ajuda são as bases para uma boa saúde mental.

O mês abriu uma porta para falar sobre o assunto. O foco é a prevenção, e a essência é ouvir as pessoas e incentivá-las a falar sobre o suicídio e o autocuidado. Confira mais conteúdos como este seguindo nossas páginas no Facebook e no Instagram!

Artigos mais lidos

Tópicos

Granito, a máquina certa
para seu negócio

Receba os conteúdos da Granito

Fique por dentro de todos os conteúdos em primeira mão!

Sem spam. Desinscreva-se a qualquer momento.