Banner 5 Blog
TABLET Banner 5 Blog
MOBILE Banner 5 Blog

Veja como a Granito te ajuda a reduzir a inadimplência do estabelecimento

Veja como a Granito te ajuda a reduzir a inadimplência do estabelecimento

Compartilhar:

Reduzir a inadimplência torna-se um desafio ao considerar que a inadimplência não é um imprevisto. Isso porque há uma porcentagem alta de inadimplentes no país, frutos de endividamentos não quitados.

Aqui, vale diferenciar endividamento de inadimplência. Uma pessoa se endivida quando cria um compromisso financeiro em aberto, como a fatura do cartão de crédito. Mas a dívida se torna inadimplente quando o compromisso não é respeitado e o prazo de pagamento vence.

Com a ajuda de Ailton Lino da Silva, superintendente de operações e risco da Granito, você vai descobrir como as máquinas Granito podem auxiliar a reduzir a inadimplência do seu estabelecimento e como a cessão de recebíveis funciona. Boa leitura! 

Como a inadimplência funciona?

A inadimplência é o nome dado quando alguma obrigação financeira é descumprida. Por exemplo, quando um pagamento definido no contrato não é pago até seu vencimento. Isso vai desde a fatura do cartão de crédito até a parcela de um empréstimo.

Uma pessoa pode ficar inadimplente com instituições financeiras, com o condomínio, com o governo e até com sua loja ou empresa. A consequência comum é ficar com o nome sujo. Isso acontece quando o nome e o CPF são restritos por órgãos como SPC ou Serasa.

O índice de inadimplência e o score de crédito costumam ser calculados por meio dos órgãos. Se a inadimplência durar poucos dias, o atraso ainda pode não estar nos órgãos, chamados de “birôs”.

Como cobrar uma dívida?

A interação com o cliente costuma depender de calma, empatia e oferta de opções de pagamento. O ideal é buscar um tom cordial e gentil, sem renunciar a diferentes tipos de cobrança para reduzir a inadimplência.

A cobrança preventiva, por exemplo, serve para avisar o cliente de que o prazo de pagamento está próximo de expirar. Essa precisa ter um tempo de antecedência. Sem o pagamento, há a cobrança amigável, que pode ser feita via ligação, SMS ou email.

Por fim, há a cobrança judicial e o protesto cartorial. Nesse caso, o juiz determina um prazo para o pagamento ser feito. A justiça costuma ser o último recurso a ser procurado, depois do fracasso na busca de um denominador comum com o cliente.

Quais são as principais estratégias para reduzir a inadimplência?

Ailton enfatiza que o ideal é ter um bom processo na hora de conceder créditos: “Ter um processo diferenciado para os clientes novos ou de maior risco e, se possível, conduzir esse grupo a processos ou para opções de pagamento mais seguras”.

Mas as restrições em excesso também podem ser um erro, como Ailton aponta o problema de: “Restringir demais a operação e afetar a relação com os bons clientes. Estes devem ter uma esteira ágil e sem fricção que valorize a sua relação comercial.”

O ideal é pesquisar o histórico do cliente para trazer alternativas durante a inadimplência. Se o pagamento não for feito por alguém que consome há muito tempo da sua empresa, você pode buscar um denominador comum. Propor acordos e condições especiais também conta, assim como saber negociar.

Quais as principais consequências do alto índice de inadimplência?

As taxas altas de inadimplência podem trazer alguns problemas. Ailton destaca: “Atualmente, como as margens de qualquer negócio estão muito reduzidas devido à competitividade e, aliado a isto, ao alto custo de captação de recursos, são fatores que fazem com que a inadimplência tenha um grande impacto no fluxo de caixa”. 

Isso faz com que sua administração seja importante para não comprometer a sustentabilidade do negócio. Um índice muito alto pode desorganizar as finanças da empresa.

Ailton ainda conta sobre o momento em que é necessário intervir para reduzir o índice: “O acompanhamento deve ser constante, mas a partir do momento que é necessário retirar recursos destinados à operação ou ao investimento para o crescimento do negócio para cobrir gaps deixados pela inadimplência.”

Como a Granito pode ajudar a reduzir a inadimplência do estabelecimento?

A Granito Pagamentos apareceu em 2015 para tornar as máquinas eletrônicas de pagamento acessíveis. Nasceu da parceria entre oito pessoas e chega aos 8 anos de existência em 2023. Hoje, é dividida entre o banco Inter e o banco BMG.

Ailton revela algumas das vantagens da Granito: “A Granito atua com transações de cartão de crédito e débito, e essas são garantidas pelo sistema de máquinas de pagamento, desde que cumpridas todas as regras da indústria no momento da transação pelo comércio ou prestador de serviço.”

“Mesmo que o portador do cartão fique inadimplente, o estabelecimento tem garantido os seus recebíveis.” Ailton acrescenta e mostra que a garantia dos recebíveis não é o único destaque: “A Granito tem a possibilidade de tratar com prazos flexíveis de antecipação desses recursos de acordo com a necessidade do cliente, melhorando, assim, o fluxo de caixa.”

Como funciona a cessão de recebíveis?

A cessão de recebíveis funciona como uma espécie de adiantamento dos valores para as vendas em um período específico. Aqui, em vez de receber o valor depois de um mês, por exemplo, você pode ter acesso ao dinheiro antecipadamente.

São chamados de “recebíveis” o que é fruto de compras no cartão de crédito e parcelamento. Por isso, o acesso ao dinheiro não é imediato, dependendo da antecipação. Nesse caso, o valor a ser recebido já é entregue à empresa, mesmo que o cliente ainda não tenha pagado as parcelas.

Ailton conta como a cessão funciona na Granito: “A antecipação de recebíveis da Granito é bem flexível. O cliente pode optar por um padrão recorrente que lhe atenda, como receber sempre em D+1 ou fazer antecipações direto no Portal, de acordo com a sua necessidade.”

Reduzir a inadimplência e administrar as cobranças é importante para manter o fluxo de caixa intacto, trazer mais controle para as finanças e evitar as dívidas que são frutos da ausência de dinheiro no caixa no final do mês.

A Granito também pode ajudar os pagamentos da sua empresa, com um atendimento personalizado, equipes comerciais de consultores e uma área de suporte própria. Você ainda pode escolher uma conciliadora da sua confiança para encaminhar digitalmente as transações.

As máquinas de pagamento da Granito trazem economia, tecnologia e diversificação, com atendimento humanizado, simplicidade e customização. Você pode conferir, solicitando uma para seu negócio!

Artigos mais lidos

Tópicos

Granito, a máquina certa
para seu negócio

Receba os conteúdos da Granito

Fique por dentro de todos os conteúdos em primeira mão!

Sem spam. Desinscreva-se a qualquer momento.